Início

Investimento Municipal em Projectos e Actividades Culturais, Territoriais e Artísticas

O tecido associativo do território vimaranense assume uma importância superlativa na dinâmica
cultural existente, resultante de uma tradição com várias décadas de dinamização do setor e
uma crescente adaptação às exigências dos tempos correntes no que à criação, apresentação e
programação diz respeito.

Paralelamente, resultante deste importante fator e de uma aposta forte e determinada do Município,
com especial enfoque nas duas últimas décadas e com um marco crucial na Capital Europeia
da Cultura em 2012, o concelho de Guimarães viu multiplicarem -se as estruturas, profissionais e
artistas locais, criadores nas mais diversas áreas artísticas.

O Município tem, hoje, mais do que nunca, a especial obrigação de olhar de forma abrangente,
estruturada e integrada para estas realidades, ajudando a criar as condições ideais para que deste
pensamento coletivo surja uma programação do território concertada, espaços de apresentação
regulares ou pontuais, e criadores que apresentam os seus trabalhos no território nacional e internacional.
Este regulamento surge, assim, da necessidade de valorização da importância do associativismo
no contexto cultural, com um pensamento transversal sobre as atividades culturais no território,
abrangendo o concelho, abrindo ainda uma janela de apoio para dotar as associações e instituições
no apoio ao investimento e à criação no sentido de garantir que a cultura em Guimarães seja cada
vez mais diversificada e qualificada.

Por outro lado, e como forma de tornar homogéneos e de mais fácil perceção os diversos
apoios atualmente existentes, optou -se por fundir todos esses apoios num único regulamento.